Cadastro de projeto habitacionais de Toledo deve ser atualizado anualmente

Atualmente, a Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas conta com 3.657 cadastros ativos, o que representa um déficit habitacional significativo

Por Redação 22/06/2022 - 14:31 hs
Foto: Assessoria

A Prefeitura de Toledo informa que as pessoas interessadas em participar dos projetos habitacionais de Toledo devem manter seu cadastro atualizado junto à Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas. Segundo o Decreto nº 522/2014, que dispõe sobre os parâmetros municipais do processo de inscrição de famílias beneficiárias destes programas, este procedimento deve ser realizado anualmente e, caso se passem dois anos, o nome é excluído da base de dados.

 

A diretora de Desenvolvimento Habitacional da pasta, Luciane Leonardi, observa que cidadãos que fizeram a atualização há menos de um ano não precisam renovar o cadastro. “É preciso destacar que quem está cadastrado para um programa habitacional está em todos. Com a aprovação do projeto Lote Social pela Câmara, várias pessoas vieram nos procurar para cadastramento neste programa. Porém, a grande maioria já estava inscrita. Tendo seu cadastro ativo anualmente, não é necessário refazê-lo quando surgem novos programas habitacionais. Elas só precisam confirmar ou alterar os dados anualmente. De qualquer forma, estamos disponíveis para eventuais dúvidas”, explica. “Informações atualizadas são fundamentais para realizarmos um trabalho assertivo, priorizando quem mais necessita de habitação popular”, pontua.

 

Atualmente, a Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas conta com 3.657 cadastros ativos, o que representa um déficit habitacional significativo. Além do Lote Social, o município está trabalhando para viabilizar projetos em parceria com a Companhia Habitacional do Paraná (Cohapar) que permitirão a construção de 222 unidades, sendo 178 no Loteamento Egon Pudell (na região do Panorama) e 44 no Loteamento Jaime Luiz Hunhoff (no distrito de Novo Sarandi) - em ambos os empreendimentos, as documentações encontram-se em tramitação. 

 

A diretora explica que não existe uma “fila”, pois cada cadastro é avaliado  e pontuado conforme critérios previstos no Decreto nº 522/2014 e na Lei Ordinária “R” nº 48/2021. “A partir da soma destes pontos é que saberemos quem será beneficiado primeiro com estes projetos. Contudo, a depender de quem for nosso parceiro, esta seleção pode ser feita de forma diferenciada. A Cohapar, por exemplo, usa os nossos dados, mas é ela quem define quem receberá ou não as unidades construídas em parceria com a companhia”, pondera.

 

Interessados em participar de projetos habitacionais que ainda não têm ou que foram excluídos da base de dados após ficarem sem atualizá-los por dois anos podem procurar a Secretaria de Habitação, Serviços e Obras Públicas, no subsolo do Paço Municipal Alcides Donin, com os seguintes documentos: originais de comprovante eleitoral que demonstre que reside em Toledo há, no mínimo, três anos; de comprovante de endereço atual (água ou luz); de comprovante de renda (holerite atual, se possuir); certidão de nascimento dos filhos que estão morando junto; RG, CPF e título de eleitor de todo o grupo familiar (quem possuir); e cópia do Cadastro Único [realizado no Centro de Referência de Assistência Social (Cras)] para famílias com renda até três salários mínimos. Pelo telefone (45) 3196-2006 é possível esclarecer dúvidas e obter mais informações.



Governo Municipal de Toledo