Centro da Juventude transforma vidas com ajuda do projeto Agentes de Cidadania

O projeto é uma iniciativa do Governo do Estado

Por Redação 23/05/2022 - 09:17 hs
Foto: Isabela Franceschini/ Cidade Metropolitana

 

Silmara Santos

 

O projeto Agentes de Cidadania está transformando a realidade de jovens que frequentam as atividades do Centro da Juventude Professor Jomar Vieira da Rocha, no Bairro Interlagos, em Cascavel.

O local integra políticas da Secretaria de Assistência Social e atende crianças e adolescentes de 8 a 24 anos.

Quando o aluno se destaca nas atividades oferecidas no Centro da Juventude é convidado a apresentar um projeto, de sua autoria, que colabore com as práticas de ensino e então, se o projeto for aprovado, o adolescente poderá participar auxiliando nas oficinas e assim também receberá a bolsa do Governo do Estado.

O auxílio é disponibilizado para que os jovens realizem atividades voltadas a crianças, adolescentes, famílias e idosos das comunidades onde vivem.

Segundo a coordenadora do Centro da Juventude, Débora Dall Oglio, o projeto Agentes de Cidadania veio como um incentivo para que os adolescentes se mantivessem nas atividades. O projeto começou a ser executado em 2016 no Centro da Juventude e desde então 60 adolescentes se tornaram agentes de cidadania.

Os jovens que participam do projeto precisam ter um perfil de comportamento adequado e muita responsabilidade para atuar no projeto escolhido. Uma das adolescentes contempladas é a Renata de 15 anos. “Faz dois meses que participo. Quando fui apresentar fiquei bem nervosa, mas estou bem animada, pois já comecei a aplicar o projeto, que atua contra as drogas por meio da dança”, explica a jovem. 

O Programa de Bolsas é uma iniciativa do Governo do Estado do Paraná e oferece uma Bolsa Mensal no valor de R$ 306,00 pelo período de até 2 anos para adolescentes e Jovens de 14 a 25 anos que tiverem seus projetos selecionados nas áreas de Esporte, Lazer, Cultura e Cidadania.

Outro jovem que participa do projeto é o Nathan de 15 anos. Ele é um agente de cidadania desde novembro de 2021 e seu projeto tem como intuito despertar talentos por meio da oficina de skate. “No começo foi bem difícil para eu me adaptar, mas hoje gosto muito da experiência e pretendo continuar desempenhando o projeto”.

O programa Agentes de Cidadania prevê o atendimento de adolescentes e jovens, prioritariamente em situação de vulnerabilidade e risco social, participantes dos Centros da Juventude. Os adolescentes devem empregar 10 horas semanais na execução de atividades de convivência, formação e cidadania voltadas à comunidade onde vivem.

No Paraná o programa é realizado em 24 Centros da Juventude.