Inovação aberta permite criação de novos negócios em Cascavel

Depois de participarem de diversos programas junto ao Sebrae/PR, Codeflow foi contratada pela Unimed Cascavel

Por Redação 15/10/2021 - 14:42 hs
Foto: Reprodução

Na tarde desta quarta-feira (13), três acadêmicos da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) deram um importante passo na carreira profissional. A startup CodeFlow, criada pelo acadêmico de Ciências Econômicas Juliano Brustolin e pelos acadêmicos de Ciência da Computação Marcos Augusto Campagnaro e Bruno Felipe Diedrich, firmou um convênio com a Unimed.  

Os acadêmicos da Universidade criarão uma plataforma que será utilizada pela cooperativa como um “clube de vantagens” para os clientes, serviço que ainda era ofertado pela Unimed, mas de forma manual e, agora, o sistema possibilitará a gestão de dados de forma automatizada. Os criadores da startup receberam, durante o processo de criação do serviço, o apoio do Sebrae/PR, que forneceu mentorias, cursos e orientações que auxiliaram no desenvolvimento das habilidades e no aumento do conhecimento dos três jovens. 

Na oportunidade, o Gerente da regional Oeste do Sebrae/PR, Augusto Stein, destacou a importância do apoio da Instituição para as ideias inovadoras presentes na Universidade.

“Nós acreditamos que o empreendedorismo pode transformar a sociedade e quem está entrando no mercado, acabando sua jornada dentro da universidade, é um possível empreendedor. Se ele olhar o empreendedorismo como uma opção de vida e ter o Sebrae ao lado para apoiar e mostrar que é viável, ele sai da universidade como empreendedor. E nós acreditamos muito nessa jornada”, destacou. 

Por parte da startup CodeFlow, quem assinou o contrato que firmou o convênio foi o acadêmico Juliano Brustolin. Após um ano de trabalhos, análises e projetos, o universitário agradeceu todo o apoio dos parceiros ao longo de toda a jornada.

“Para nós foi muito importante ter o apoio dos parceiros como o Sebrae/PR, da Unimed, da Unihub e de todos os professores envolvidos. A gente só tem a agradecer por toda a aprendizagem armazenada ao longo dos cursos que a gente fez”, destacou. Além disso, o acadêmico destacou a utilidade da plataforma que será desenvolvida pela startup para a cooperativa. “A Unimed ainda não possui essa tecnologia e esse será uma ferramenta que irá agregar, que vai tentar trazer a Unimed para mais perto do cliente, conhecendo os gostos e como o cliente se comporta”, finalizou. 

O reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Alexandre Webber salientou a importância da conexão entre as ideias que existem dentro do setor acadêmico e a sociedade em geral.

“Essa é uma parceria essencial. E a gente fica muito feliz de ver todo o trabalho desenvolvido ao longo de um ano, para chegar neste momento e hoje ver uma parceria assinada. De nada adianta a inovação se ela ficar só dentro da universidade. O que é produzido na universidade deve refletir em melhorias na sociedade. Quando se tem a possibilidade de um produto ser desenvolvido e testado ao mesmo tempo, esse é o melhor modelo de projeto”, ressaltou. 

Agora, os acadêmicos continuarão o desenvolvimento da plataforma, que deverá ser entregue até 2022.

Assessoria