Sanepar começa a implantar serviço de esgoto em Santa Tereza do Oeste

Obra recebe investimentos de R$ 12,5 milhões e deverá ser concluída no segundo semestre do próximo ano

Por Redação 10/06/2021 - 16:55 hs
Foto: Assessoria

As obras de implantação do sistema de coleta e tratamento do esgoto de Santa Tereza do Oeste começam a mudar o cenário da cidade. Estão sendo assentados mais de 19 mil metros de redes coletoras de esgoto que possibilitará a ligação de cerca de 800 domicílios dos bairros Centro e Malucelli. Esta é a primeira etapa de implantação do sistema de coleta e tratamento do esgoto, que deverá atender 65% dos moradores da área urbana nos próximos anos.

“Com essas obras, Santa Tereza do Oeste irá alcançar os indicadores de saneamento básico do novo marco legal do setor e terá a possibilidade de estimular o crescimento vertical, gerando novas oportunidades econômicas para o município e a melhoria ambiental para a cidade”, ressalta a gerente da Sanepar Rita Camana.

Além das redes coletoras, a cidade terá uma estação de tratamento de esgoto com capacidade para tratar até 36 mil litros de dejetos por hora. Para interligar as redes ao sistema de tratamento ainda serão implantados mais de sete mil metros de emissário e interceptores. No empreendimento, estão sendo investidos R$ 12,5 milhões. A previsão de conclusão desta etapa é para o segundo semestre de 2022.

MAIS INVESTIMENTOS – A segunda etapa das obras deve entrar em processo de licitação até o fim deste ano. Neste processo está prevista outra estação de tratamento de esgoto, deverão ser implantados mais 19,2 mil metros de redes coletoras, 1.250 ligações domiciliares e 3.253 metros de um novo interceptor.

LIGAÇÃO – A Sanepar destaca que no momento, mesmo que a rede tenha sido implantada na rua, os moradores não podem interligar seus imóveis. É preciso que as obras da estação de tratamento estejam prontas. Assim que for possível fazer a ligação, as equipes da Sanepar farão contato com os moradores para orientar como e de que forma pode ser interligado o imóvel ao sistema público de coleta e tratamento.

CALÇADAS E PAVIMENTOS – Durante a execução das obras podem ocorrer transtornos uma vez que será necessário abrir valas para assentar a tubulação do esgoto. Todo pavimento e calçada que forem retirados ou danificados durante a execução dos serviços serão recompostos.

Para dar celeridade à execução da obra, os trabalhos poderão ser feitos em feriados, fins de semana e até mesmo à noite ou em dias de chuva. A Sanepar alerta que as equipes estarão identificadas com o nome da empresa LFM, responsável pelas obras.

Assessoria