Prefeitura, PUCPR e Hoesp firmam parceria para construir o novo Bom Jesus

Universidade cederá área para hospital construir nova sede; município realizará obras de mobilidade urbana no entorno, um investimento de quase R$ 4,2 mi

Por Redação 22/12/2020 - 18:37 hs
Foto: Assessoria

Um passo importante para a melhoria dos serviços de saúde para a população de Toledo e região foi dado na manhã desta terça-feira (22). Representantes da Prefeitura de Toledo; da Associação Paranaense de Cultura (APC), mantenedora do câmpus Toledo da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR); e da Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (Hoesp), entidade que administra o Hospital Bom Jesus estiveram reunidos na Sala de Reuniões do gabinete do prefeito Lucio de Marchi para a sanção à Lei Ordinária “R” nº 91/2020, publicada no Órgão Oficial de hoje.

A matéria, aprovada por unanimidade pela Câmara dos Vereadores, autoriza o município a receber da APC, em forma de doação, imóvel com 50.924,12 metros quadrados que será dedicada à abertura do prolongamento da Avenida União e da Rua Ida Becker, vias de acesso à futura sede do Bom Jesus, que também vai receber da instituição de ensino superior outra área com 50.497,83 metros quadrados. A lei também estabelece que a prefeitura deve cumprir as obrigações que lhe são atribuídas no convênio (que é fruto de um memorial de entendimentos elaborado após um ano de tratativas), como a implantação até 2025 - e sem ônus para as demais partes - de toda a infraestrutura necessária (pavimentação asfáltica, guias, sarjetas, passeios com acessibilidade, pavimentação asfáltica, redes de água e esgotamento sanitário, drenagem, galerias e tubulações pluviais, iluminação pública e sinalização) para ampliar e facilitar o fluxo de veículos e pedestres nos arredores da futuras instalações do hospital.

Caberá também ao município executar, no prazo de 12 meses após a doação do imóvel, obras de pavimentação asfáltica, calçamento e drenagem pluvial nas áreas internas (total de R$ 5.162 metros quadrados) de acesso, circulação e estacionamento da sede do câmpus e do hospital veterinário da PUCPR/Toledo. Estas melhorias demandarão investimentos de R$ 4.199.089,03, sendo que R$ 3.597.743,76 serão para o prolongamento das vias de acesso ao novo hospital da Hoesp e R$ 601.345,27 nas dependências da instituição de ensino superior. 

Fruto de intenso diálogo e uma série de esforços conjuntos, a parceria oficializada foi bastante celebrada entre as partes envolvidas. “Para projetos ambiciosos como este, só a vontade não basta. É preciso ter competência para lidar com o aspecto jurídico, para que tudo seja feito dentro da legalidade. E o que se viu aqui, até o momento, foi uma sucessão de acontecimentos que fizeram aumentar a adesão de todos os envolvidos ao projeto, incluindo a autorização de Roma para o levarmos adiante, a qual veio em um período de dois a três meses, quando a resposta para casos assim normalmente vem no prazo de dois a três anos”, relata o diretor da PUCPR/Toledo, Pedro Guena Espinha. “Com a construção deste hospital em uma área sob nosso domínio, abrem-se os caminhos para uma futura instalação de um curso de Medicina em nossa instituição”, observa.

Representada pelo advogado (Sérgio Canan), pelo tesoureiro (Neudir José Schumacher), pelo secretário (Evandro Jackson Redivo Nava), pela superintendente do Hospital Bom Jesus (Zulnei Bordin) e pelo presidente (Cláudio Tomuo Hayashi), a Hoesp prestigiou o ato não só na condição de beneficiária da parceria, mas como instituição que deseja proporcionar um novo tempo na oferta de serviços de saúde para o público de Toledo e região. “Este acordo foi ‘costurado’ por pessoas extremamente técnicas e comprometidas com o bem comum, deixando um grande legado para a população”, observa Sérgio. “Vivo esse momento com o sentimento de gratidão, pois coroa um trabalho repleto de empenho e superação de dificuldades”, relata Neudir. “Este convênio é a expressão da boa vontade de todos que participaram deste memorando de entendimentos, com todos se doando e indo até um pouco além do que se supõe a obrigação de cada um. Sem isso, tal ideia não teria saído do papel”, avalia Evandro. “Esta parceria concretiza um sonho antigo de construir uma nova sede, pois a atual chegou ao limite e não atende mais às crescentes necessidades da nossa cidade e das que estão no entorno, as quais demandam o dobro do número de leitos oferecidos hoje em dia. Em um espaço maior, conseguiremos preencher esta lacuna”, analisa Zulnei. “É um sonho que começa a se tornar realidade, uma vitória no primeiro tempo desta partida que será confirmada no segundo mediante a atração de recursos para erguermos esta obra e também no sentido de obter credenciamento de serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde que hoje são feitos, em alguns casos, em dois estabelecimentos de Cascavel, o que, na opinião do Ministério da Saúde, inviabiliza que uma instituição daqui possa também realizar estes procedimentos. Superada esta fase, iniciamos outras batalhas difíceis e importantes a partir de janeiro”, destaca Cláudio.

Acompanhado dos secretários de Administração (Moacir Neodi Vanzzo) e Planejamento Estratégico (Norisvaldo Penteado de Souza) e do analista da Assessoria Jurídica (Afonso Simch), o prefeito Lucio de Marchi destaca a importância do acordo assinado hoje. “Em termos de saúde pública, sempre ficamos longe dos olhos do Governo do Estado, mas agora está situação precisa mudar. Toledo está crescendo, pois aqui tem emprego e este serviço oferecido à população não pode ficar para trás. Toda esta união de esforços que culminou neste convênio tem que continuar para sermos valorizados quando buscarmos apoio político na captação de recursos”, observa. “Desde 2016 a área do prolongamento Avenida da União e da Rua Ida Becker está delimitada, o que facilita a logística do trabalho que será feito pelos próximos quatro anos”, comenta Norisvaldo. “Só temos a agradecer o empenho de todos que se envolveram em algo que saiu da seara jurídica e entra agora na efetivação de um projeto que entrará para a história de Toledo”, salienta Moacir. “Ficamos felizes em fazer parte deste momento, que resulta da junção de esforços voltados ao bem da coletividade”, celebra Afonso.

Assessoria