Foz sobre duas rodas: hotéis estimulam passeios de bicicleta ao ar livre

Pedalar por cenários que fizeram de Foz do Iguaçu a terra de uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza gera experiências inéditas e cria lembranças positivas

Por Redação 22/12/2020 - 18:35 hs
Foto: Assessoria

Agendar passeios de bicicleta por cenários inesquecíveis como as Cataratas do Iguaçu ou pedalar por roteiros livres faz parte do novo serviço oferecido por hotéis de Foz do Iguaçu. A opção de aluguel de bikes começou recentemente nos dois hotéis da Rede Viale e foi criada para atender pedidos dos hóspedes como Adriano Fernandes Moraes, 44, que costuma pedalar trajetos longos e procura manter o hábito quando viaja, mesmo a trabalho: “Se não posso levar a minha bicicleta, eu procuro onde aluguem. É bem interessante disponibilizarem bikes, um atrativo bacana,” avaliou. O aluguel das bicicletas pode ser feito diretamente pelo site da rede ou via setor de reservas.

Passeios autônomos

Se estiver no Hotel Viale Tower, no centro de Foz, o hóspede pode fazer um roteiro próximo explorando imóveis históricos que fazem parte da fundação do município, há mais de 100 anos, como: a primeira igreja, matriz São João Batista; o prédio da primeira escola, localizada no topo da Avenida JK; o primeiro banco, na esquina da avenida Brasil com a Jorge Schimmelpfeng; e um colégio estadual criado em 1927 como Grupo Escolar Bartolomeu Mitre.

Já quem estiver hospedado no Viale Cataratas Hotel e Eventos e decidir fazer um passeio pelos arredores poderá seguir para a Ponte da Fraternidade que liga o Brasil à Argentina. Mesmo com a fronteira fechada, a ponte pode ser acessada até a metade de bike, o que rende fotos que serão um registro do atual momento atípico de pandemia em que vivemos. Também é possível acessar a ciclovia que margeia a única via de acesso às Cataratas do Iguaçu, avistando remanescentes da Mata Atlântica e, com sorte, algum animal nativo. Os que preferem um pedal mais avançado podem sair do hotel e ir direto para as Cataratas de bike.

Passeios guiados

Fazer das bicicletas uma nova opção de serviço hoteleiro é resultado de uma parceria da rede Viale com a empresa local Iguassu Bike Tour que disponibiliza, além das bikes Aro 26 e Aro 29, capacete e cadeado de segurança. O aluguel da bicicleta é por 24h, a partir do horário da retirada. Também há bicicletas infantis (Aro 20), recomendadas para crianças a partir de 10 anos. Crianças que tenham entre 1 e 5 anos podem se divertir nas cadeirinhas acopladas às bicicletas dos adultos.

Nas opções de passeios guiados, os hóspedes podem aderir a duas opções de roteiros: um deles (com grau de dificuldade médio, 24 km de extensão e 4 horas de duração) segue por trilhas rurais até uma cachoeira numa propriedade privada e o outro é dentro da área do Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as Cataratas do Iguaçu (com grau de dificuldade baixo, 12 km de extensão e 2 horas de duração). “Levamos as bicicletas até a entrada do Parque Nacional do Iguaçu e dali partimos para uma trilha de 1,2 km próxima a um dos rios que correm perto das quedas, onde havia uma antiga usina hidrelétrica,” explica José Ricardo Araújo, 36, responsável pelos passeios. Os guias vão compartilhando informações sobre a vegetação, a fauna e as condições do parque nacional.

Esse roteiro alternativo acaba não sendo acessado pelos turistas que entram de ônibus na unidade de conservação. Dali, o circuito segue pela rodovia privada de acesso às Cataratas, por onde frequentemente circulam animais que vivem no entorno das quedas. E se a pessoa que se aventurar de bike sentir alguma dificuldade, pode seguir o passeio embarcando num dos ônibus do parque. O valor de ingresso no Parque Nacional do Iguaçu é pago separadamente.

Pedal Viale

Para que os funcionários de variados setores dos hotéis possam explicar aos hóspedes a sensação de pedalar para explorar o entorno e até desbravar trilhas mais escondidas, os Hotéis Viale criaram o projeto “Pedal Viale”. Dois grupos já fizeram o roteiro pelas Cataratas do Iguaçu nos últimos dias, contando com a parceria da empresa Cataratas S.A., administradora do Parque Nacional do Iguaçu. Para o recepcionista Jefferson Aires Duarte, 31, agora vai ser mais fácil informar aos hóspedes como é a experiência: “Foi muito legal! Aprendi muito! Nunca tinha ouvido falar deste local perto das quedas onde já houve até geração de energia elétrica”.

Movimento do pedal

A iniciativa da rede hoteleira surge num momento em que aderir à pedalada está mais em alta que nunca: os passeios ao ar livre são ótima opção para evitar aglomerações e praticar esporte sem contato físico. Uma pesquisa da Associação Brasileira do Setor de Bicicletas (Aliança Bike) aponta que, nos meses de setembro e outubro deste ano, a venda de bicicletas aumentou em 64% em comparação com o mesmo período de 2019. O cenário se repete em Foz. Cristiane Moscon, proprietária da loja especializada em ciclismo Foz Bike, chegou a vender a própria bicicleta para uma cliente em função da grande procura. Segundo ela, em paralelo ao aquecimento do setor, houve falta de produtos por causa da pandemia: “Passamos por uns 5 meses bem complicados, sem chegada de bikes, peças e mercadorias,” contou.

A iniciativa dos hotéis Viale surge como alternativa para quem quer viver a experiência do pedal sem precisar comprar uma bike. De acordo com a Aliança Bike, “os modelos mais procurados pelos ciclistas do país continuam sendo as chamadas bicicletas de entrada, com valores que variam entre R$ 800 e R$ 2 mil”. Para o gerente de marketing dos Hotéis Viale, Fernando Higa, os novos serviços são um diferencial criado tanto para atender turistas quanto moradores da cidade. “Os moradores de Foz têm descontos diferenciados. É um estímulo para pessoas que queiram viver essa experiência antes de fazer um investimento numa bicicleta própria,” incentiva ele. A iniciativa é mais um indício da capacidade de reinvenção da área hoteleira de Foz do Iguaçu, que hoje possui um dos maiores parques hoteleiros do Brasil.

Assessoria