Cascavel tem 2° caso confirmado de Covid-19

Paciente esteve em São Paulo e Rio de Janeiro; toque de recolher iniciou ontem (23) em Cascavel

Por Redação 24/03/2020 - 16:43 hs
Foto: Divulgação

     


Ellen Picussa


Foi divulgado nesta terça-feira (24) pela Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel a confirmação do 2°caso de Coronavírus na cidade. A paciente é uma mulher de 23 anos com histórico de viagem a São Paulo e Rio de Janeiro. O exame testou positivo para SARS-CoV-2 (Novo Coronavírus) e foi feito pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen). 

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Thiago Stefanello, a paciente está bem, evoluindo tranquilamente e sem sintomas. “Vamos continuar acompanhando o caso”, afirma. A Nota Oficial divulgada pela Secretaria informa que a paciente está consciente da necessidade de isolamento desde que retornou da viagem.     

TOQUE DE RECOLHER 

O toque de recolher, uma das medidas de prevenção ao Coronavírus teve início nesta segunda-feira (23). O comboio das forças de segurança da cidade foi às ruas efetivar o cumprimento que proíbe a permanência nas ruas das 20h até as 6h. A Guarda Municipal informou que não houve nenhum desacato na primeira noite de ações, apenas abordagens de orientação.  

Além disso, teve início às 00h a Barreira Sanitária, que promove o bloqueio aos principais acessos à cidade. Os pontos onde há essa barreira são: PRF posto 277, Posto Colina Verde BR 467, Posto desativado Lago Azul e BR 277 próximo ao Atacado.  

O chefe da Guarda Municipal, Volmei dos Santos, explica que é necessário que a população colabore e não saia de casa. “Quem estiver entrando na cidade vai ter que justificar o porquê de estar aqui, pois o objetivo é conter o fluxo de pessoas”.  

As barreiras buscam, além de diminuir o fluxo de pessoas, identificar pessoas que possam ser portadoras do vírus. Caso algum caso suspeito seja identificado, a pessoa receberá uma pulseira, vermelha ou amarela, e será encaminhada para quarentena.

O indivíduo que não respeitar o toque de recolher, o isolamento ou o uso das pulseiras, responderá pelos crimes de desobediência e infração sanitária preventiva, de acordo com o Procurador do município, Dr. Luciano Braga Cortês.

CALL CENTER

De acordo com o Centro de Operações de Emergências (COE), 80% dos casos suspeitos da doença apresentam sintomas gripais leves, por isso os pacientes devem permanecer em casa e seguir as recomendações repassadas tanto pelo Call Center quanto pela Vigilância Epidemiológica.

Quando se entra em contato com o Call Center, cujo telefone é (45) 3096-9090, é feito um questionário padrão para auxiliar a determinar qual é a situação. Os casos confirmados de Covid-19 são monitorados pela Secretaria de Saúde por telefone, até que o período de isolamento domiciliar de 14 dias termine.