Programa Acolher de Francisco Beltrão realiza capacitação para acadêmicos nesta quarta-feira

Evento será das 13h30 às 19h e contará com orientações que reforçam a valorização do projeto materno infantil

Por Redação 04/10/2022 - 17:11 hs

O programa Acolher, de Francisco Beltrão, realizará nesta quarta-feira (5), ações de capacitação com os acadêmicos de medicina e nutrição, que fazem parte do projeto de extensão em saúde materno infantil da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

O evento presencial terá início às 13h30 e irá até às 15h. A partir das 18h, passa a ser online até às 19h. Durante o dia, os participantes receberão orientações nutricionais, fonoaudiólogas e fisioterapeutas.

 

Programa Acolher

Com o intuito de valorizar a atenção à saúde materna e infantil, a Prefeitura Municipal de Francisco Beltrão realiza todos os anos, o programa Acolher. O projeto, que teve início em 2020 e oferece atendimentos às gestantes, lactantes e crianças de até dois anos de idade, trabalha com orientação sobre pré-natal, fisiologia da gestação, comorbidades nutricionais e metabólicas na gestação, parto e nutrição da gestante. Auxílio para as mães com a nutrição do bebê, aleitamento materno, introdução de alimentos, prevenção de engasgos, planejamento familiar e sexualidade no puerpério também são temas do programa. Os atendimentos são oferecidos em todos os postos de saúde do município.

Além disso, o programa que acontece em parceria com projeto de extensão da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), dos acadêmicos de medicina e nutrição, oferece, de forma gratuita, atendimento fonoaudiólogo e nutricional. O projeto Acolher visa também capacitar os profissionais de saúde na humanização do atendimento e cuidado gestacional.

Em agosto deste anos o programa além das capacitações de aleitamento materno, foram realizadas (em parceria com o conselho municipal dos direitos das mulheres e conselho municipal de saúde) ações de conscientização e enfrentamento da violência obstétrica. O Projeto incentiva o parto humanizado.

Um dos trabalhos mais recentes, em parceria com a Secretaria de Cultura foi a fabricação de aventais com mamas e bonecos de pano, para a distribuição nas 25 unidades de saúde e para os acadêmicos nos treinamentos e atendimentos no Pronto Atendimento Infantil.

De acordo com a fonoaudióloga e coordenadora do Acolher, Aline Schmatz, o programa sempre precisou de materiais didáticos e esse tipo de material por ser artesanal é caro e demorado, já que geralmente tem que ser comprado pela internet. “Desde o ano passado os kits auxiliam na didática dos treinamentos. Eles foram feitos e entregues no dia 22 deste mês. A equipe de costureiras estavam fabricando desde agosto estes kits de agora. A sala de costura da secretaria de Cultura está cada dia mais entrosada e inserida nesse projeto”, afirmou.