Lar avança oito posições no Ranking Valor 1000 e se destaca entre as maiores empresas do Brasil

A cerimônia de divulgação das campeãs de 2022 foi realizada no dia 05 de setembro, em São Paulo

Por Redação 20/09/2022 - 16:21 hs
Foto: Assessoria

Com o empenho e união de esforços dos associados e colaboradores, a Lar Cooperativa subiu oito posições no tradicional anuário “Valor 1000”, saltando da 78° colocação para o 70° lugar entre as mil maiores empresas do Brasil. Promovido pelo jornal Valor Econômico há 22 anos, o ranking busca listar e reconhecer o desempenho empresarial de diversos setores do país. A cerimônia de divulgação das campeãs de 2022 foi realizada no dia 05 de setembro, em São Paulo com grande presença de público.

Na edição anterior do ranking, a Lar já havia registrado crescimento, avançando 20 novas posições na classificação geral e agora manteve o ritmo de evolução em decorrência do recorde de faturamento bruto em 2021 (mais de R$ 17 bilhões), resultado 57% maior que no ano de 2020, se destacando entre as maiores empresas do Brasil, das 1.069 avaliadas.

O diretor-presidente da Lar, Irineo da Costa Rodrigues atribuiu o resultado ao comprometimento de cada um dentro da Cooperativa. “O que mais tem contribuído com a Lar são as pessoas, temos um quadro de associados e colaboradores que realmente se dedicam e crescem juntos com a Lar. Esse resultado é bastante significativo, visto que somos formados, em maioria, por pequenos produtores rurais, mas juntos somos mais de 12 mil associados e quase 26 mil funcionários”.

O jornal Valor Econômico também classificou as empresas por área de atuação. No segmento do agronegócio nacional, a Lar aparece em 7° lugar e na listagem das maiores empresas da região Sul do país, a Cooperativa ocupa a 10ª posição. A Lar segue avançando, em setembro de 2022 completou 23 anos de atuação na avicultura e atingiu a marca de abate de mais de 1 milhão de aves/dia, um resultado histórico e que deve elevar ainda mais a classificação no ranking da próxima edição.

Para elencar as melhores empresas, os analistas levaram em consideração o desempenho contábil e financeiro de cada uma em 2021 e esta edição do prêmio também passou a avaliar as boas práticas do ESG (sigla em inglês para as ações ambientais, sociais e de governança), correspondendo por cerca de 30% da nota final. “A Lar está bem encaminhada nesse sentido e tem as ações do ESG muito bem estruturadas, um fator que soma ao desempenho econômico, por isso a Cooperativa ficou muito bem posicionada na classificação”, encerrou o diretor-presidente, Irineo da Costa Rodrigues.


Assessoria