Saúde mental no trabalho, quais os maiores desafios?

Por Rede Mulheres Empreendedoras 02/08/2022 - 08:45 hs

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde mental no trabalho é definida como “um estado de bem-estar em que o indivíduo está ciente de suas próprias habilidades, pode enfrentar as tensões normais da vida, pode trabalhar de forma produtiva e frutífera e é capaz de contribuir com a sua comunidade”.

Vivemos em uma era extremamente digital, onde a quantidade de informações a que estamos expostos diariamente inunda nosso cérebro e nos projeta a uma sequência de catástrofes que aparecem ampliadas à medida que os anos vão se passando.

A exposição diária a esse conjunto de fatores, tem efeitos distintos em cada pessoa, e como consequência esses efeitos se transformam em distúrbios mentais, afetando todas as áreas vida dos seres humanos e uma delas que vamos observar nesse texto é a saúde mental no trabalho.

Em 2020 a jornalista Isabella Moretti elencou diversas profissões que acabam gerando um acúmulo de estresse em taxas absurdas e que como resultado, impactam diretamente na saúde mental e física dos colaboradores comprometendo seus resultados ao longo da jornada.

Dentre as profissões citadas elencamos sete delas que são: Jornalista, Controlador de tráfego aéreo, Diretor de Escola, Médico, Bombeiro, Carcereiro e Operador de Telemarketing.

Por mais que saibamos que profissões intimamente ligadas a saúde e segurança como médico, bombeiro e carcereiro, tem uma carga extra de periculosidade e alta exigência de atenção, o que mais intriga nessa lista, são profissões que aparentemente não paramos para observar. Vamos analisar a quantidade de estresse que as pessoas que exercem esses cargos sofrem diariamente.

Imagine a quantidade de palavrões e ofensas que um operador de telemarketing sofre ao logo do dia, com certeza por mais blindada que sua mente seja, em algum momento essa profissão afetará a vida da pessoa.

Diretor de escola: você já se pegou pensando em ser o maior responsável diariamente por crianças e adolescentes que não são seus filhos? Pois é, essa carga com certeza é gigantesca. Além disso, é preciso cuidar da administração e de funcionários, o que certamente causa muito estresse. 

Outra profissão que fica sob níveis de pressão psicológica extrema são os controladores de tráfego aéreo. Enquanto subimos e descemos, passeamos e nos divertimos em aviões de pequeno e grande porte, não imaginamos que por trás de todos aqueles aparelhos super modernos existe uma pessoa que acompanha o trajeto e o roteiro das aeronaves para que não haja colisão. É uma responsabilidade enorme com milhões de vidas.

E por último, mas que não deixa de ter enorme peso sob a mente humana temos a profissão jornalista. Pessoas que levam até nós informações que nem sempre são agradáveis. E aqui citamos guerras, pandemias, assassinatos e corrupção. Durante todos os dias temos diversos desses profissionais expostos a um número enorme de fatos que atinge não só a população que recebe a mensagem, mas também mensageiro.

Diante de todas essas informações sobre nível de estresse baseado na função em que as pessoas exercem, seria importante frisar que existem ótimos profissionais que podem contribuir com a sua saúde mental. Independentemente do cargo exercido ou da situação, se você notar que tens tido sintomas físicos e emocionais que estão afetando o seu cotidiano, procure ajuda de um terapeuta, psicólogo ou médico que possa te ajudar. Saúde mental é coisa séria! Cuide do seu bem mais precioso, a sua vida!


- Ana Bieger e Fran Donazzolo são fundadoras da Rede Mulheres Empreendedoras Official que tem como objetivo conectar e transformar a vida das mulheres de Cascavel e região.

Para saber mais siga @mulheresempreendedorasofficial